Pular para o conteúdo

Zanatta Desenvolvimento

Zanatta
Início » Agricultura de subsistência características

Agricultura de subsistência características

Nesta forma de cultivo são usados basicamente três instrumentos agrícolas: a enxada, o arado e a foice.

  • a enxada
  • o arado
  • a foice
  • a faca, serra e machado.
Arado

A técnica cultural é simples, com plantio direto com semeadora manual.

A técnica cultural é simples, com plantio direto com semeadora manual. O trabalho de preparo do solo é feito por terraplenagem e semeadura direta, sendo que a primeira operação é mais forte no planalto e a segunda na serra e zona rural. A cultivar utilizada é o arroz cruzado com uma espécie nativa.

O arroz possui alta fertilidade do solo devido à cultura de leguminosas (feijão-caupi) e sementes de pastagem anuais (milho). A rotação da cultura varia entre 3-6 anos com o uso da hortaliça batata doce em baixadas irrigadas; há uma maior complexidade nutricional quando se utiliza as duas culturas simultaneamente nas mesmas áreas.

São de pequeno porte, pouco dependentes de mão de obra.

O agricultor é o responsável pela propriedade, mas a atividade agrícola não precisa ser centralizada na família. A agricultura de subsistência caracteriza-se por plantações de pequeno porte, pouco dependentes de mão de obra e sem diversificação tecnológica. Os seus produtos são para consumo próprio e do mercado local. Em geral, usam os recursos disponíveis na região onde vivem: água da chuva no período chuvoso e das nascentes nos outros meses; solo rico em nutrientes mineralizados pelas águas pluviais; plantio manual (sem máquinas) e direto (sem preparar o terreno). Geralmente são amadores que juntam um pouco de dinheiro com o cultivo dos pés de café para complementar sua renda familiar.

A agricultura de subsistência está intimamente relacionada com a economia familiar, não sendo objetivo destas atividades o lucro.

A agricultura de subsistência tem a ver com a economia familiar, não sendo objetivo destas atividades o lucro.

A agricultura de subsistência é uma forma de economia familiar. É uma atividade comercial? Não! É uma atividade lucrativa? Não! Então, o que é? Uma atividade de subsistência.

Se você possui um pequeno lote rural e produz seus alimentos na propriedade, você está fazendo agricultura de subsistência: você cultiva alimentos para consumo próprio e da família sem que seja um negócio comercializável. Por exemplo, você pode cultivar feijões ou milho no quintal dos fundos da sua casa; em vez disso, usando esse mesmo terreno para plantar flores ornamentais seriam exemplos do tipo de agricultura comercializavelmente viável e economicamente rentável que não é classificada como “agricultura de subsistência” (ainda que conduzida por pessoas autônomas).

No caso do cultivo do milho, normalmente a lavoura é plantada na região inferior da propriedade, onde existe uma maior umidade do solo.

Milho plantação

As partes mais baixas do campo têm mais umidade do solo e, portanto, são melhores para o cultivo de milho. À medida que você sobe em altitude, há menos chuva e menos água disponível para as culturas usarem. Isso significa que o milho não cresce tão bem em altitudes mais elevadas, então a maioria dos agricultores planta suas colheitas em áreas com solo mais úmido.

O feijão é cultivado em faixas que ficam entre cada fileira de milho. Isso acontece pelo fato da cultura do feijão necessitar de ar para ser produzida.

  • O feijão é cultivado em faixas que ficam entre cada fileira de milho. Isso acontece pelo fato da cultura do feijão necessitar de ar para ser produzida.
  • O arroz é uma planta que não necessita muito ar, mas algumas espécies precisam de uma parcela do solo coberta com folhas ou palha para evitar a erosão e raios solares excessivos.
  • A mandioca é uma planta perene que ocupa o solo por longos períodos de tempo e colhe-se em estacas separadas dos outros cultivos, facilitando assim a manutenção da floresta nativa próxima às terras de (mata ciliar).
  • As abóboras são cultivadas na terra firme, mas há também aquelas que podem ser cultivadas nas margens dos rios devido à sua resistência à inundações temporárias;
  • As plantações de café geralmente possuem uma distribuição orgânica com viveiros e jardins ornamentais espaçados pela propriedade rural;

A abóbora é cultivada no alto dos morros (em especial nos cerrados), onde há sol e umidade suficientes para sua produção.

Abóbora

As abóboras têm alta demanda de água, e por isso é importante que seja cultivada em áreas de sol e umidade. Além disso, elas precisam ser plantadas no alto dos morros (em especial nos cerrados), onde há sol e umidade suficientes para a produção dessa hortaliça.

O café é semeado no interior das roças (cerrados).

Café

Após a colheita da primeira safra, o café é plantado no interior dos campos (cerrados), onde permanece por aproximadamente três anos até atingir a maturidade. Nesse ponto, é colhido de forma mais tradicional do que outras culturas: à mão e com facão.

Mudas de Plantas

Mudas de plantas

A parte superior pode estar coberta com filme plástico, para que a temperatura nunca caia abaixo de 15 graus.

Essas plantas podem ser cultivadas a partir de sementes, mas é melhor comprar a planta. A parte da planta que você deseja cultivar deve ser colocada em um recipiente com solo e //água. A parte superior pode estar coberta com filme plástico, para que a temperatura nunca caia abaixo de 15 graus. A temperatura deve ficar entre 60 e 70 graus Fahrenheit (15-21 graus Celsius). É necessário escolher um recipiente com boa drenagem, de modo a não permitir que o solo se acumule com água.

Para o uso da técnica do banho de plantas, é necessário escolher um recipiente com boa drenagem, de modo a não permitir que o solo se acumule com água. É recomendado verificar a capacidade de drenagem dos potes e ajustá-los conforme suas necessidades.

Para facilitar ainda mais a vida do consumidor, algumas lojas vendem vasos com filme plástico protetores e isolantes que evitam que as mudas percam sua essência e sofram com excesso de luz solar. Seja qual for o caso, procure manter os vasos sempre abertos para dar retorno à umidade do ar e evitar uma exagerada secura no ambiente nos dias mais quentes.

O novo local deve ter sol, mas sem exposição direta.

A exposição ao sol deve ser indireta, filtrada e em ângulo baixo. Este é o melhor tipo de exposição ao sol para as plantas prosperarem. Em geral, é melhor evitar a luz solar direta ao cultivar uma planta ou você corre o risco de queimar folhas e flores. Use uma mistura limpa e leve feita com 60% de composto orgânico e 40% de vermiculite.Após cerca de 5 semanas, durante as quais a muda se desenvolveu radicularmente, é hora de transferi-la para um vaso maior. Após cerca de 5 semanas, durante as quais a muda se desenvolveu radicularmente, é hora de transferi-la para um vaso maior.

Enquanto isso, você pode iniciar a educação da plantinha: colocando uma palhinha no centro do vaso para que ela não se movimente e fique com as folhas escuras por causa do excesso de luz; também é possível regar os vasos com água filtrada ou mineral pois o uso do cloro em água comum pode matar as raízes das mudas.

Os clones de plantas são propagados por meio de sementes ou métodos vegetativos.

As plantas podem ser propagadas por sementes, mas a maioria é produzida por estacas ou divisão de plantas, que envolve reprodução assexuada. Este processo é chamado de clonagem e é importante notar que isso não resulta em descendentes geneticamente idênticos como a reprodução sexual (meiose).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *