Pular para o conteúdo

Zanatta Desenvolvimento

Zanatta
Início » Saúde » Dentes amarelos: Existe uma explicação?

Dentes amarelos: Existe uma explicação?

Não sendo exatamente parte de uma doença bucal, os dentes amarelos causam bastante incômodo em algumas pessoas por conta da estética do sorriso que é comprometida.

Esse amarelamento nem sempre é percebido no início, já que acontece de forma gradual, e as causas são variadas, podendo ser por:

  • Propensão genética;
  • Má higiene bucal;
  • Desgaste dos dentes;
  • Tabagismo;
  • Uso de determinados medicamentos;
  • Consumo excessivo de alimentos coloridos ou aromatizados.

Um fato interessante é que alguns dentes tendem a amarelar mais (ou primeiro) que outros, como é o caso dos caninos.

Isso acontece pois esses dentes são mais propensos a pigmentação por conta da interação maior com os tecidos que constituem os dentes, chamados de dentina, e que por si só já têm coloração amarelada.

Logo, como os dentes caninos possuem mais quantidade de dentina, são visivelmente mais amarelados se comparados com os outros dentes.

A relação da higiene bucal com o amarelamento

Por mais que existam várias causas que contribuam para o amarelamento dos dentes, a má higiene bucal é, de longe, uma das maiores causadoras do amarelamento e possíveis manchas.

Isso acontece pois quando não é mantida uma rotina de higiene bucal, principalmente em pacientes que utilizam aparelho dentário invisível

No caso, ocorre o acúmulo de placa bacteriana nos dentes e até mesmo resíduos de alimentos não retirados corretamente, contribuindo para que o esmalte dos dentes seja comprometido.

A partir desse acúmulo, o tártaro pode se desenvolver, sendo uma camada mais escurecida e ‘’fincada’’ aos dentes, além da possibilidade de vários outros problemas bucais, como as cáries ou até mesmo a gengivite.

Por isso, é essencial realizar a escovação corretamente, recomendação dada tanto para quem utiliza Aparelho ortodôntico invisível – e por conta disso os dentes ficam mais expostos visivelmente e a limpeza se torna mais comprometida. 

Até mesmo para quem não faz nenhum tratamento ortodôntico, mantendo a saúde bucal em dia para evitar problemas futuros.

Cuidados e tratamentos 

Para evitar que os dentes fiquem amarelados, uma das principais indicações é tomar cuidado ou evitar alimentos pigmentados, como é o caso de chás, cafés, vinho, extrato de tomate, etc, mas no caso da ingestão deles, escovar os dentes e usar enxaguante bucal logo em seguida.

Ao tratar da escovação, realizá-la pelo menos três vezes ao dia após as principais refeições e antes de dormir, sempre acompanhada de enxaguante bucal e fio dental.

Para os pacientes que utilizam alinhadores invisíveis, é importante não se esquecer de higienizar o alinhador até mesmo com a própria escova de dentes e água corrente, para que as sujeiras não retornem aos elementos dentários.

E para resultados mais assertivos, manter visitas regulares ao dentista e realizar procedimentos preventivos e de manutenção, como o caso da profilaxia, que é a limpeza dos dentes com aplicação de flúor, e remoção de tártaro.

Nos consultórios, além desses procedimentos, é possível encontrar informações sobre aparelho invisível preço, implantes, pequenas cirurgias, e também sobre clareamentos dentais, sendo esse último a forma mais eficaz para diminuir o amarelamento dos dentes.

Nesse procedimento, quando feito em consultório, é utilizado um gel clareador responsável por eliminar os pigmentos que deixam os dentes manchados ou amarelados, com a ajuda do laser para potencializar os resultados.

Com uma duração de 45 minutos a 1 hora em média, a depender também da sensibilidade do paciente, e dependendo da coloração dos dentes, o procedimento precisa ser realizado mais vezes para obter resultado, ou em apenas uma sessão.

As restrições para a realização do clareamento dental são poucas, não sendo indicado para gestantes, pessoas com hipersensibilidade nos dentes e doenças que afetem o desenvolvimento dos dentes, como a dentinogênese e a amelogênese.

Pacientes que tenham problemas bucais como cáries ou periodontite precisam primeiro tratar as doenças antes de fazer o procedimento, e no caso de pacientes que usam aparelho invisível (se tratando dos removíveis), é indicado que o clareamento seja feito antes de iniciar ou depois de finalizar o tratamento ortodôntico.

No mais, criando uma rotina diária de cuidados com a escovação sendo feita de forma adequada e prestando atenção aos alimentos consumidos, incluindo também consultas ao dentista pelo menos de seis em seis meses, é possível além de manter os dentes saudáveis, diminuir as chances de amarelamento e evitar problemas bucais.
Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *