Pular para o conteúdo

Zanatta Desenvolvimento

Zanatta
Início » Estudos » DIFERENÇAS ENTRE CITAÇÕES E PARÁFRASES

DIFERENÇAS ENTRE CITAÇÕES E PARÁFRASES

Citação e paráfrase

Hoje, estudaremos os recursos da estrutura do texto científico, entre os quais conheceremos detalhadamente a intertextualidade definida como um diálogo entre dois ou mais textos, que é uma fonte que pode se manifestar de diferentes maneiras e que pode ser um citação ou um enunciado. Esse aspecto da estrutura do texto pode ser entendido como a produção do discurso a partir de outro texto já publicado e conhecido, que pode ser construído de forma implícita ou explícita, exigindo maior ou menor análise por parte do leitor.

A intertextualidade

A intertextualidade também é considerada como um recurso que pode dar maior credibilidade a um texto científico, verificar a base de seu discurso e sustentar suas ideias de forma lógica. A intertextualidade é encontrada sobre o texto, pois outros elementos são dados para identificar o texto de partida, cobrando do leitor a capacidade de compreensão e decisão.

Na comunicação transparente, as fontes nas quais o texto se baseia são claras e deliberadas. Esse tipo de intertextualidade pode ser encontrado principalmente nas citações, nos resumos. Embora o engajamento literário aberto não se esquive da citação clara da fonte e é frequentemente encontrado no gênero de paródia, ficção literária e publicidade.

Nesta aula selecionamos duas excelentes ferramentas de ligação de texto que podem melhorar a redação científica, citação e paráfrase. Agora vamos ver esses dois recursos de texto.

Uma expressão

É uma referência à passagem do discurso de outro escritor no meio do texto. É introduzido entre aspas e acompanhado da identidade do autor. Citação é a escrita de uma citação completa, em primeira instância, da obra discutida, ou seja, trazer para o seu texto a fala que foi utilizada na íntegra pelo autor, respeitando a referência com pontuação suficiente, utilizando aspas separar o pensamento do autor citado, e certamente mencionar seu nome, protegendo a identidade. A cotação é um meio direto e seguro de harmonizar nossas ideias com outras que foram preparadas e santificadas pela ciência e pela arte.

Definição

A paráfrase é entendida como uma forma de citação, mas é vista como uma citação indireta, pois não iremos copiar o autor, mas sim reler. A pronúncia diz com suas próprias palavras o que o escritor falante disse. Se você expressar uma ideia com suas próprias palavras, sem alterá-la ou distorcê-la, é considerada uma citação indireta, e para confirmar sua afirmação é importante conhecer bem o autor citado, para que suas ideias e as ideias do autor não se contradizem.

Se utilizarmos as expressões idiomáticas como recurso de combinação de documentos, é importante considerarmos o conhecimento de mundo dos entrevistados, pois esse recurso exige grande capacidade de aprendizado e ideias, trazem suas marcas, mas é importante lembrar que o propósito de paráfrase é expressar uma determinada ideia de uma forma diferente, facilmente acessível, em uma linguagem facilmente compreensível.

Podemos entender uma frase como a definição de um texto básico que preserva o sentido do que é dito, mas em palavras diferentes. Você sabia que um resumo feito da leitura de uma lição ou lição é uma forma de redação? Ressaltamos também que, ao não utilizar aspas para separar o pensamento do autor, a expressão idiomática pode revelar o nome do autor ao longo do texto, com expressões como: expressões confirmam o recurso de citação indireta.

Tanto o uso da citação quanto a paráfrase tornam importante que o tipo de texto escolhido seja coerente com o tema proposto, ou seja, coerente com o contexto, o que deixa clara a relevância da abordagem. Também é necessário esclarecer o motivo pelo qual essa referência está presente em seu texto, pois é nessa relação com o uso que seu texto encontrará contradições e, sobretudo, confiabilidade.

E para completar nosso estudo sobre a intersecção de textos, vamos citar aqui o sábio erudito, professor e pedagogo Paulo Freire:

“Ninguém ensina ninguém, ninguém ensina a si mesmo, os homens ensinam uns aos outros, mediadores do mundo.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *