Pular para o conteúdo

Zanatta Desenvolvimento

Zanatta
Início » Sem categoria » Gêneros Textuais

Gêneros Textuais

genero textual

Exemplos de gêneros textuais:

  1. Artigo: um texto em que o autor apresenta uma reflexão sobre um assunto específico, geralmente com base em pesquisas e argumentos lógicos.
  2. Carta: um texto escrito com o objetivo de se comunicar com uma pessoa ou grupo específico, muitas vezes expressando sentimentos, opiniões ou pedidos.
  3. Conto: um texto narrativo curto que apresenta uma história fictícia, geralmente com um clímax e uma conclusão.
  4. Crônica: um texto literário curto e informal que aborda um tema cotidiano, apresentando uma reflexão pessoal ou um comentário sobre a vida ou a sociedade.
  5. Ensaio: um texto literário que apresenta uma reflexão aprofundada sobre um tema específico, geralmente com base em pesquisas e argumentos lógicos.
  6. Fábula: um texto narrativo curto que apresenta uma história fictícia com animais como personagens, geralmente com uma moral ou ensinamento.
  7. Notícia: um texto jornalístico que apresenta informações objetivas e factuais sobre um evento ou acontecimento recente.
  8. Poema: um texto literário que apresenta uma reflexão pessoal ou uma expressão artística através da linguagem poética.
  9. Resenha: um texto crítico que apresenta uma análise e avaliação de um livro, filme, música ou obra de arte, geralmente com o objetivo de informar e influenciar o público.
  10. Roteiro: um texto que apresenta a descrição detalhada das cenas, diálogos e ações que compõem um filme, peça teatral ou programa de televisão.

Tipologias mais comuns dentro de cada gênero textual:

Artigo:

  • Artigo de opinião: apresenta a opinião do autor sobre um assunto específico;
  • Artigo científico: apresenta uma pesquisa e análise de um tema, com base em metodologia científica;
  • Artigo de divulgação científica: apresenta de forma mais acessível e clara conceitos científicos para um público leigo.

Carta:

  • Carta pessoal: escrita para se comunicar com amigos ou familiares, geralmente mais informal;
  • Carta formal: escrita com uma finalidade específica, como solicitar um emprego, fazer uma reclamação, entre outros.

Conto:

  • Conto de fadas: apresenta elementos fantásticos, como fadas, bruxas e animais falantes;
  • Conto de terror: apresenta elementos de suspense e horror;
  • Conto realista: apresenta uma história mais próxima da realidade, sem elementos fantásticos.

Crônica:

  • Crônica humorística: apresenta uma visão humorada sobre um assunto cotidiano;
  • Crônica de viagem: apresenta a experiência do autor em uma viagem;
  • Crônica social: apresenta uma reflexão sobre temas sociais relevantes.

Ensaio:

  • Ensaio literário: apresenta uma reflexão sobre a literatura em geral, obras específicas ou autores;
  • Ensaio filosófico: apresenta uma reflexão sobre questões filosóficas e suas implicações na vida humana;
  • Ensaio crítico: apresenta uma reflexão crítica sobre um tema específico, como política, cultura, sociedade, entre outros.

Fábula:

  • Fábula com finalidade moral: apresenta uma história com personagens anim
  • Artigo: A tipologia do artigo pode variar, mas geralmente é caracterizada por um estilo formal e objetivo, com argumentos claros e bem estruturados. Pode ser classificado como opinativo, descritivo, argumentativo ou de pesquisa, dependendo do objetivo do autor e do tipo de informação apresentada.
  • Carta: A tipologia da carta pode ser classificada de acordo com o seu propósito e conteúdo. Pode ser pessoal ou comercial, formal ou informal, amigável ou profissional, dependendo da relação entre o remetente e o destinatário.
Existem diversos gêneros textuais, cada um com sua própria tipologia e estrutura textual. A seguir, descreverei algumas das tipologias e estruturas mais comuns em alguns dos principais gêneros textuais:

Narração:

A narração é um gênero textual que conta uma história, seja ela real ou fictícia. A estrutura mais comum é a sequência de eventos, geralmente organizada em ordem cronológica. A tipologia pode ser dividida em narração literária (contos, romances, novelas) ou jornalística (reportagens, notícias).

Descrição:

A descrição é um gênero textual que apresenta características de pessoas, lugares, objetos, animais ou qualquer outro elemento que se queira descrever. A estrutura pode ser organizada em partes, de acordo com as características ou elementos descritos. A tipologia pode ser dividida em descritiva (uma única descrição) ou descritiva-narrativa (uma descrição inserida em um texto narrativo).

Argumentação:

A argumentação é um gênero textual que tem como objetivo persuadir o leitor ou ouvinte a respeito de um determinado assunto. A estrutura mais comum é a introdução do tema, apresentação da tese ou argumento, desenvolvimento dos argumentos e conclusão. A tipologia pode ser dividida em dissertação (texto que apresenta e defende um ponto de vista) ou debate (texto em que há contraposição de argumentos).

Exposição:

A exposição é um gênero textual que tem como objetivo explicar ou informar sobre um determinado assunto. A estrutura pode ser organizada em tópicos, subdivisões ou etapas, de acordo com a complexidade do assunto. A tipologia pode ser dividida em texto expositivo-informativo (texto que apresenta informações sobre um assunto) ou texto expositivo-argumentativo (texto que apresenta informações e defende um ponto de vista).

Injunção:

A injunção é um gênero textual que tem como objetivo orientar ou instruir o leitor ou ouvinte a respeito de uma determinada ação. A estrutura mais comum é a apresentação dos passos ou etapas a serem seguidos. A tipologia pode ser dividida em textos instrucionais (texto que apresenta instruções sobre uma ação específica) ou textos regulamentares (texto que apresenta regras ou normas a serem seguidas).

Cada gênero textual pode apresentar variações na sua estrutura e tipologia, mas essas são as principais características que ajudam a identificar e compreender cada um deles.

Aqui estão alguns exemplos de autores e obras que se enquadram em diferentes gêneros textuais:

Narração:
  • Contos de fadas, como “Cinderela” ou “Branca de Neve”, de autores desconhecidos
  • “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis
  • “1984”, de George Orwell
  • “O Senhor dos Anéis”, de J.R.R. Tolkien
  • “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, de J.K. Rowling
Descrição:
  • “A Metamorfose”, de Franz Kafka
  • “Cem Anos de Solidão”, de Gabriel García Márquez
  • “Lavoura Arcaica”, de Raduan Nassar
  • “A Revolução dos Bichos”, de George Orwell

Argumentação:

  • “O Príncipe”, de Maquiavel
  • “Discurso do Método”, de René Descartes
  • “A Origem das Espécies”, de Charles Darwin
  • “O Manifesto Comunista”, de Karl Marx e Friedrich Engels

Exposição:

  • “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri
  • “O Capital”, de Karl Marx
  • “As Viagens de Gulliver”, de Jonathan Swift
  • “A Origem da Tragédia”, de Friedrich Nietzsche

Injunção:

  • “A Arte da Guerra”, de Sun Tzu
  • “Dom Casmurro”, de Machado de Assis
  • “O Livro dos Espíritos”, de Allan Kardec
  • “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, de Dale Carnegie

Esses são apenas alguns exemplos, é claro. Há uma infinidade de obras literárias e textos em diferentes gêneros, escritos por autores famosos e desconhecidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *