Pular para o conteúdo

Zanatta Desenvolvimento

Zanatta
Início » Estudos » Respostas da prova grátis!

Respostas da prova grátis!

Respostas da prova grátis

Pergunta: A alfabetização e a educação de base de adultos devem partir sempre de um exame crítico da realidade existencial dos educandos, da identificação das origens de seus problemas e das possibilidades de superá-los. Fonte: RIBEIRO, V. M. M. Educação de Jovens e Adultos: ensino fundamental proposta curricular.

Resposta: Essa afirmação é verdadeira. A alfabetização e a educação de base de adultos devem ser pautadas na pedagogia crítica, que busca compreender e transformar a realidade social dos educandos, levando em conta seus saberes prévios, suas demandas e seus interesses. A educação de jovens e adultos não deve ser apenas uma transmissão de conteúdos, mas um processo dialógico e emancipatório.

Correção: Eu não encontrei nenhum erro grave na resposta, mas eu fiz algumas alterações para melhorar a clareza e a coerência:

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A alfabetização e a educação de base de adultos devem se basear na pedagogia crítica, que busca compreender e transformar a realidade social dos educandos, levando em conta seus saberes prévios, suas demandas e seus interesses. A educação de jovens e adultos não deve ser apenas uma reprodução de conteúdos, mas um processo dialógico e emancipatório.

Fontes: FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011. RIBEIRO, V. M. M. Educação de Jovens e Adultos: ensino fundamental proposta curricular. Brasília: MEC/SEF/DPEJA, 2001.


Pergunta: A assimilação não se reduz (…) a uma simples identificação, mas é construção de estruturas ao mesmo tempo que incorporação de elementos exteriores. Fonte: PIAGET, J. A equilibração das estruturas cognitivas. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A assimilação é um dos processos que compõem a adaptação, que é a tendência do organismo de se ajustar ao meio. A assimilação consiste em incorporar os dados da realidade às estruturas mentais já existentes, mas sem alterá-las. Porém, isso não significa que a assimilação seja uma mera cópia da realidade, pois ela envolve uma atividade construtiva do sujeito, que interpreta e organiza os dados conforme as suas estruturas.

Fontes: PIAGET, J. A equilibração das estruturas cognitivas. Rio de Janeiro: Zahar, 1976. MOREIRA, M. A.; MASINI, E. F. S. Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro, 2001.


Pergunta: A ausência pode ser considerada como hipótese de morte presumida, decorrente do desaparecimento da pessoa natural, sem deixar vestígios. Fonte: GONÇALVES, C. R. Direito civil brasileiro: parte geral. São Paulo: Saraiva, 2012.

Resposta corrigida: Essa afirmação é parcialmente correta. A ausência é uma situação jurídica que se caracteriza pelo desaparecimento da pessoa natural de seu domicílio, sem que se tenha notícia de seu paradeiro. A ausência pode levar à declaração de morte presumida, mas não é a única hipótese. A morte presumida também pode ser declarada quando a pessoa estiver em perigo de morte ou quando for extremamente provável a sua morte de quem estava em lugar de onde não se possa regressar.

Fontes: GONÇALVES, C. R. Direito civil brasileiro: parte geral. São Paulo: Saraiva, 2012. DINIZ, M. H. Curso de direito civil brasileiro: teoria geral do direito civil. São Paulo: Saraiva, 2015.


Pergunta: A ação de despejo é cabível quando o locatário deixa de pagar o aluguel e os encargos da locação. Fonte: BRASIL. Lei nº 8.245, de 18 de outubro de 1991.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A ação de despejo é o meio judicial pelo qual o locador pode reaver o imóvel alugado quando o locatário descumpre alguma obrigação do contrato de locação. Uma das causas mais comuns para o despejo é a falta de pagamento do aluguel e dos encargos da locação, como condomínio, IPTU, água, luz, etc.

Fonte: BRASIL. Lei nº 8.245, de 18 de outubro de 1991.

Pergunta: A ação popular é um instrumento constitucional que visa proteger o patrimônio público e social, a moralidade administrativa, o meio ambiente e o patrimônio histórico e cultural. Fonte: BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A ação popular é um direito político que permite a qualquer cidadão brasileiro propor uma ação judicial contra atos lesivos ao patrimônio público e social, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural. A ação popular visa anular ou declarar nulos esses atos e responsabilizar os seus autores.

Fonte: BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

Pergunta: (UFRGS-RS) O Índice de Gini, instrumento para medir o grau de concentração de renda em determinado grupo, aponta que o Brasil é um dos países com maior desigualdade social do mundo. Fonte: IBGE. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira 2018.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. O Índice de Gini é um número que varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 0, menor é a desigualdade de renda e quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade. Segundo o IBGE, o Índice de Gini do Brasil em 2018 foi de 0,509, o que coloca o país entre os mais desiguais do mundo.

Fonte: IBGE. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira 2018.

Pergunta: (UFMG) A Revolução Industrial foi um processo histórico que ocorreu na Europa entre os séculos XVIII e XIX e que provocou profundas transformações econômicas, sociais e culturais. Fonte: HOBSBAWM, E. A era das revoluções: 1789-1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2012.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A Revolução Industrial foi um conjunto de mudanças que envolveu a introdução de novas técnicas de produção, a mecanização das atividades fabris, a expansão do comércio e do mercado consumidor, a urbanização e o surgimento de novas classes sociais. A Revolução Industrial teve início na Inglaterra no final do século XVIII e se espalhou pela Europa e pelo mundo nos séculos seguintes.

Fonte: HOBSBAWM, E. A era das revoluções: 1789-1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2012.

Pergunta: (UNESP) A célula é a unidade básica da vida e pode ser classificada em dois tipos principais: procarionte e eucarionte. Fonte: AMABIS, J. M.; MARTHO, G. R. Biologia dos organismos. São Paulo: Moderna, 2004.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A célula é a menor estrutura capaz de realizar as funções vitais dos seres vivos, como nutrição, respiração, reprodução e excreção. As células podem ser divididas em dois grupos principais: as procariontes, que não possuem núcleo definido nem organelas membranosas, e as eucariontes, que possuem núcleo delimitado por membrana e organelas especializadas.

Fonte: AMABIS, J. M.; MARTHO, G. R. Biologia dos organismos. São Paulo: Moderna, 2004.

Pergunta: (ENEM) A democracia é uma forma de governo em que o poder político é exercido pelo povo por meio de eleições periódicas e participação popular nas decisões públicas. Fonte: BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de política. Brasília: UnB; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado; Instituto Cultural Itaú, 2004.

Resposta corrigida: Essa afirmação é parcialmente correta. A democracia é uma forma de governo baseada na soberania popular e no respeito aos direitos humanos fundamentais. No entanto, existem diferentes tipos e graus de democracia, que podem variar conforme o sistema eleitoral, o regime político, a organização dos partidos, a separação dos poderes, a liberdade de expressão e associação, entre outros fato

Resposta corrigida: Essa afirmação é parcialmente correta. A democracia é uma forma de governo baseada na soberania popular e no respeito aos direitos humanos fundamentais. No entanto, existem diferentes tipos e graus de democracia, que podem variar conforme o sistema eleitoral, o regime político, a organização dos partidos, a separação dos poderes, a liberdade de expressão e associação, entre outros fatores. Além disso, a democracia não se resume à realização de eleições periódicas, mas também envolve a participação ativa e crítica dos cidadãos nas questões públicas.

Fonte: BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de política. Brasília: UnB; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado; Instituto Cultural Itaú, 2004.

Pergunta: (FUVEST) A fotossíntese é um processo biológico que consiste na conversão da energia luminosa em energia química armazenada nas moléculas orgânicas produzidas pelas plantas. Fonte: RAVEN, P. H.; EVERT, R. F.; EICHHORN, S. E. Biologia vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

Resposta corrigida: Essa afirmação é correta. A fotossíntese é um processo que ocorre nas células vegetais que possuem cloroplastos, organelas que contêm o pigmento clorofila. A clorofila capta a energia luminosa e a utiliza para quebrar as moléculas de água e liberar oxigênio. Em seguida, a energia química resultante é usada para combinar o hidrogênio da água com o carbono do gás carbônico e formar moléculas orgânicas como glicose e amido.

Fonte: RAVEN, P. H.; EVERT, R. F.; EICHHORN, S. E. Biologia vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

Pergunta: (UFRGS – 2006) “O homem é um animal político.” Fonte: ARISTÓTELES. Política. São Paulo: Martin Claret, 2002.

Resposta corrigida: Essa afirmação é de autoria de Aristóteles, um filósofo grego que se dedicou ao estudo da política como uma ciência. Para Aristóteles, o homem é um animal político porque só pode realizar sua natureza racional e ética vivendo em sociedade e participando da vida pública. A política é a arte de governar a cidade (polis) de acordo com as leis e a justiça, buscando o bem comum e a felicidade dos cidadãos.

Fonte: ARISTÓTELES. Política. São Paulo: Martin Claret, 2002.

Aqui está a terceira página que você me enviou:

Pergunta: (UERJ – 2006) “A liberdade consiste em poder fazer tudo aquilo que não prejudique o próximo.” Fonte: DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO. 1789.

Resposta corrigida: Essa afirmação é um dos artigos da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, um documento histórico que foi elaborado durante a Revolução Francesa de 1789. A Declaração expressava os ideais iluministas de liberdade, igualdade e fraternidade, que inspiraram os revolucionários a lutar contra o absolutismo monárquico e o feudalismo. A liberdade era entendida como um direito natural e inalienável de todo ser humano, que só poderia ser limitado pela lei e pelo respeito aos direitos dos outros.

Fonte: DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO. 1789.

Aqui está a quarta página que você me enviou:

Pergunta: (UFRN – 2006) “O trabalho é a fonte de toda riqueza.” Fonte: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista. São Paulo: Boitempo Editorial, 1998.

Resposta corrigida: Essa afirmação é de autoria de Karl Marx e Friedrich Engels, dois pensadores socialistas que criticavam o capitalismo como um sistema econômico baseado na exploração da classe trabalhadora pela classe dominante. Para Marx e Engels, o trabalho é a atividade humana que transforma a natureza em bens úteis para a sociedade. No entanto, no capitalismo, o trabalho é alienado, ou seja, o trabalhador não tem controle sobre o produto do seu trabalho nem sobre as condições em que ele trabalha. O produto do trabalho é apropriado pelo capitalista, que paga ao trabalhador um salário inferior ao valor que ele produz. Assim, o capitalista acumula riqueza às custas do trabalhador, gerando desigualdade e conflito social.

Fonte: MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista. São Paulo: Boitempo Editorial, 1998.

Comente as respostas dessas perguntas para ajudar outros alunos!

  • O sistema nervoso é responsável por captar e processar as informações do ambiente e do próprio organismo, coordenando e regulando as funções vitais. Ele é formado por dois tipos de células: os neurônios e as células da glia.
  • A água é um recurso natural essencial para a sobrevivência de todos os seres vivos. Ela participa de diversos processos biológicos, como a fotossíntese, a respiração celular, a digestão, a excreção e a regulação térmica.
  • A área de um triângulo é calculada pela fórmula: A = (b x h) / 2, onde b é a medida da base e h é a medida da altura do triângulo. Essa fórmula vale para qualquer tipo de triângulo, seja ele equilátero, isósceles ou escaleno.
  • A célula é a unidade básica da vida. Ela é formada por três partes principais: a membrana plasmática, o citoplasma e o núcleo. A membrana plasmática é a estrutura que envolve e protege a célula, controlando a entrada e saída de substâncias. O citoplasma é o meio interno da célula, onde ocorrem as reações químicas e onde se encontram as organelas celulares. O núcleo é o centro de comando da célula, onde se localiza o material genético (DNA).
  • A fotossíntese é o processo pelo qual as plantas e alguns outros organismos transformam a energia luminosa em energia química, produzindo glicose (açúcar) e oxigênio. A fotossíntese ocorre nas folhas das plantas, nas estruturas chamadas cloroplastos, que contêm o pigmento verde clorofila. A equação geral da fotossíntese é: 6 CO2 + 6 H2O + luz → C6H12O6 + 6 O2
  • A respiração celular é o processo pelo qual as células obtêm energia a partir da quebra da glicose (açúcar) em presença de oxigênio. A respiração celular ocorre nas mitocôndrias, que são organelas presentes em todas as células eucarióticas. A equação geral da respiração celular é: C6H12O6 + 6 O2 → 6 CO2 + 6 H2O + energia
  • A digestão é o processo pelo qual os alimentos são transformados em nutrientes que podem ser absorvidos pelo organismo. A digestão envolve dois tipos de mecanismos: a digestão mecânica e a digestão química. A digestão mecânica consiste na trituração e mistura dos alimentos pela boca, estômago e intestino. A digestão química consiste na atuação de enzimas que quebram as moléculas dos alimentos em unidades menores.
  • A excreção é o processo pelo qual os organismos eliminam as substâncias tóxicas ou indesejáveis que resultam do metabolismo celular. A excreção envolve diferentes órgãos e sistemas, dependendo do tipo de organismo. Nos seres humanos, os principais órgãos excretores são os rins, que filtram o sangue e produzem a urina; os pulmões, que eliminam o gás carbônico; a pele, que elimina o suor; e o fígado, que transforma algumas substâncias em bile.
  • A regulação térmica é o processo pelo qual os organismos mantêm uma temperatura corporal adequada para o seu funcionamento. A regulação térmica envolve diferentes mecanismos de perda ou ganho de calor, dependendo do tipo de organismo. Os organismos podem ser classificados em endotérmicos ou ectotérmicos. Os endotérmicos são aqueles que produzem seu próprio calor interno e mantêm uma temperatura constante, como os mamíferos e as aves. Os ectotérmicos são aqueles que dependem do calor externo e têm uma temperatura variável, como os répteis e os anfíbios.
  • A mitose é o processo pelo qual as células se dividem e originam duas células-filhas idênticas à célula-mãe. A mitose é importante para o crescimento, a reparação e a reprodução assexuada dos organismos. A mitose envolve quatro fases principais: prófase, metáfase, anáfase e telófase. Na prófase, o material genético se condensa em cromossomos e o núcleo se desfaz. Na metáfase, os cromossomos se alinham no centro da célula. Na anáfase, os cromossomos se separam e se movem para os polos da célula. Na telófase, os cromossomos se descondensam e o núcleo se reconstitui.
  • A meiose é o processo pelo qual as células germinativas se dividem e originam quatro células-filhas haploides (com metade do número de cromossomos) a partir de uma célula-mãe diploide (com o número normal de cromossomos). A meiose é importante para a reprodução sexuada dos organismos, pois permite a formação de gametas (óvulos e espermatozoides) e a variabilidade genética. A meiose envolve duas divisões sucessivas: meiose I e meiose II. Na meiose I, ocorre a separação dos cromossomos homólogos (que formam pares) e na meiose II, ocorre a separação das cromátides (que formam as metades dos cromossomos).
  • A reprodução sexuada é o processo pelo qual dois indivíduos de uma mesma espécie produzem descendentes que são geneticamente diferentes deles e entre si. A reprodução sexuada envolve a fusão de gametas (óvulos e espermatozoides) que são formados por meiose e que contêm metade do número de cromossomos da espécie. A fusão dos gametas resulta em um zigoto (célula-ovo) que contém o número normal de cromossomos da espécie e que se desenvolve em um novo indivíduo.
  • A reprodução assexuada é o processo pelo qual um único indivíduo produz descendentes que são geneticamente idênticos a ele. A reprodução assexuada envolve a divisão celular por mitose e não requer a participação de gametas ou de outro indivíduo. A reprodução assexuada é comum em organismos unicelulares, como bactérias e protozoários, e em alguns organismos multicelulares, como plantas e fungos.
  • A evolução é o processo pelo qual os seres vivos sofrem mudanças ao longo do tempo, adaptando-se às condições do ambiente e originando novas espécies. A evolução é baseada em quatro princípios: a variabilidade genética, a seleção natural, a herança das características adquiridas e a especiação. A variabilidade genética é a existência de diferenças entre os indivíduos de uma mesma espécie, que podem ser causadas por mutações ou por recombinações gênicas. A seleção natural é o mecanismo pelo qual os indivíduos mais aptos sobrevivem e se reproduzem com mais sucesso do que os menos aptos. A herança das características adquiridas é o fenômeno pelo qual os indivíduos transmitem aos seus descendentes as características que adquiriram durante a vida. A especiação é o surgimento de novas espécies a partir de uma espécie ancestral, devido ao isolamento geográfico ou reprodutivo.
  • A ecologia é o ramo da biologia que estuda as relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem. A ecologia abrange diferentes níveis de organização biológica, como os indivíduos, as populações, as comunidades, os ecossistemas e a biosfera. A ecologia também analisa os fatores bióticos (relacionados aos seres vivos) e os fatores abióticos (relacionados ao meio físico) que influenciam a distribuição e a diversidade dos organismos na natureza.
  • A cadeia alimentar é a sequência de transferência de energia e matéria entre os seres vivos, através da alimentação. A cadeia alimentar é formada por diferentes níveis tróficos, que correspondem aos papéis ecológicos dos organismos. Os principais níveis tróficos são: produtores, consumidores e decompositores. Os produtores são os organismos autotróficos, que produzem seu próprio alimento a partir de fontes inorgânicas, como as plantas e as algas. Os consumidores são os organismos heterotróficos, que se alimentam de outros seres vivos, como os animais e os fungos. Os decompositores são os organismos que se alimentam de restos orgânicos, como as bactérias e alguns fungos.
  • A pirâmide ecológica é a representação gráfica da distribuição de energia ou biomassa entre os níveis tróficos de uma cadeia alimentar. A pirâmide ecológica pode ser de três tipos: pirâmide de energia, pirâmide de biomassa ou pirâmide de números. A pirâmide de energia mostra a quantidade de energia disponível em cada nível trófico, sendo que a energia diminui à medida que se sobe na pirâmide. A pirâmide de biomassa mostra a quantidade de matéria orgânica acumulada em cada nível trófico, sendo que a biomassa também diminui à medida que se sobe na pirâmide. A pirâmide de números mostra o número de indivíduos em cada nível trófico, sendo que o número pode aumentar ou diminuir à medida que se sobe na pirâmide, dependendo do tipo de cadeia alimentar.
  • O ciclo da água é o movimento contínuo da água entre a atmosfera, a superfície terrestre e o subsolo. O ciclo da água envolve diferentes processos físicos, como a evaporação, a condensação, a precipitação, a infiltração, o escoamento e a transpiração. A evaporação é a passagem da água do estado líquido para o estado gasoso, ocorrendo principalmente nos oceanos, lagos e rios. A condensação é a passagem da água do estado gasoso para o estado líquido, formando as nuvens. A precipitação é a queda da água do estado líquido ou sólido (chuva, neve ou granizo) para a superfície terrestre. A infiltração é a penetração da água no solo, formando os lençóis freáticos. O escoamento é o deslocamento da água na superfície terrestre, formando os rios e as correntes marinhas. A transpiração é a perda de água do estado líquido para o estado gasoso pelos seres vivos, principalmente pelas plantas.
  • O ciclo do carbono é o movimento contínuo do carbono entre os seres vivos e o ambiente. O ciclo do carbono envolve diferentes processos biológicos e geológicos, como a fotossíntese, a respiração celular, a decomposição, a combustão e a sedimentação. A fotossíntese é o processo pelo qual as plantas e alguns outros organismos captam o gás carbônico (CO2) do ar e o transformam em glicose (C6H12O6), liberando oxigênio (O2). A respiração celular é o processo pelo qual as células obtêm energia a partir da quebra da glicose em presença de oxigênio, liberando gás carbônico e água. A decomposição é o processo pelo qual os decompositores quebram as moléculas orgânicas dos restos dos seres vivos em substâncias inorgânicas simples, liberando gás carbônico. A combustão é o processo pelo qual as substâncias orgânicas são queimadas em presença de oxigênio, liberando gás carbônico e energia. A sedimentação é o processo pelo qual as rochas que contêm carbono são formadas a partir da compactação e da cristalização de sedimentos orgânicos no fundo dos oceanos ou dos lagos.
  • O ciclo do nitrogênio é o movimento contínuo do nitrogênio entre os seres vivos e o ambiente. O ciclo do nitrogênio envolve diferentes processos biológicos e físicos, como a fixação, a nitrificação, a assimilação, a amonificação, a desnitrificação e a volatilização. A fixação é o processo pelo qual o nitrogênio gasoso (N2) do ar é transformado em amônia (NH3) ou em nitrato (NO3-) por bactérias ou por raios. A nitrificação é o processo pelo qual a amônia é oxidada em nitrito (NO2-) e em nitrato por bactérias. A assimilação é o processo pelo qual as plantas e os animais incorporam o nitrogênio em suas moléculas orgânicas, como as proteínas e os ácidos nucleicos. A amonificação é o processo pelo qual os decompositores convertem as moléculas orgânicas que contêm nitrogênio em amônia. A desnitrificação é o processo pelo qual as bactérias reduzem o nitrato em nitrogênio gasoso, devolvendo-o à atmosfera. A volatilização é o processo pelo qual a amônia se transforma em gás e se perde para a atmosfera.
  • O ciclo do oxigênio é o movimento contínuo do oxigênio entre os seres vivos e o ambiente. O ciclo do oxigênio envolve principalmente dois processos biológicos: a fotossíntese e a respiração celular. A fotossíntese é o processo pelo qual as plantas e alguns outros organismos captam o gás carbônico (CO2) do ar e o transformam em glicose (C6H12O6), liberando oxigênio (O2). A respiração celular é o processo pelo qual as células obtêm energia a partir da quebra da glicose em presença de oxigênio, liberando gás carbônico e água. Assim, o ciclo do oxigênio mantém um equilíbrio entre a produção e o consumo desse gás na natureza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *